decisões de marketing e comunicação

Sobre decoração natalina e decisões de marketing e comunicação

Em grandes empresas ou pequenos negócios as decisões de marketing e comunicação seguem alguns princípios básicos. Na semana passada conversei casualmente com um gestor de um pequeno negócio do meu bairro sobre a colocação de uma mangueira decorativa para o Natal. Apesar de ser uma decisão simples, é perfeita para lembrar dicas básicas sobre quaisquer decisões em marketing e comunicação.

Por coincidência, pouco depois da minha conversa sobre enfeite natalino li essa notícia sobre a decoração de Natal na cidade La Unión, na Colômbia, que pretendia homenagear as vítimas da queda do avião da Chapecoense. Um bom exemplo de crise natalina que poderia ser evitado.

Mas afinal de contas como a minha conversa com o gestor no meu bairro pode ensinar a não tomar uma decisão errada?

Certa manhã o dono da lojinha me encontrou na porta e disse que ia colocar uma mangueira azul para enfeitar a fachada para o Natal. Comentei que a ideia da mangueira era boa, mas seria melhor na cor vermelha, verde ou talvez dourada, que lembram mais o Natal. Hoje em dia outras cores são utilizadas, mas com elementos que remetem ao Natal, o que não era o caso. Decisões ousadas, ou que fujam do tradicional, podem ter mais repercussão, porém devem ser muito bem pensadas antes. A decoração lembrando o avião da Chapecoense com certeza foi ousada.

Dica nº 1

Informe-se sobre o assunto antes de decidir. Observe o exemplo de outros gestores ou empresas. Pesquise sobre as soluções mais comuns e verifique se há costumes, normas ou leis a serem seguidos.

Voltando à conversa com o gestor perguntei se não era possível trocar a mangueira por outra mais representativa do Natal. Ele disse que não porque o produto era fracionado no momento da venda.

Dica nº 2

Não tome decisões com pressa. Não decida por impulso. É melhor atrasar uma ação, um projeto, do que gastar tempo e recursos em algo que trará repercussão negativa ou prejuízo. Mesmo em decisões emergenciais, avalie antes de decidir.

Lembrei ao gestor que, como ainda estávamos no novembro, o enfeite de Natal poderia ser confundido com uma decoração do novembro azul que não foi retirada.

Dica nº 3

Tente imaginar ou descobrir como diferentes as pessoas irão reagir as suas escolhas. Pense nas consequências de sua decisão, como afetará as pessoas e seu negócio. Temos muitos exemplos de anúncios que erraram ao propor algo que foi percebido de formas diferentes pela audiência. Muitas vezes o burburinho gerado pelas reações diversas contribui para a divulgação do produto ou da marca. Mas é um caminho perigoso.

O gestor me disse que até tentou conversar com algumas pessoas antes de comprar a mangueira, mas não conseguiu falar com ninguém

Dica nº 4

Consulte pessoas que possam contribuir com informações e ideias ou validar suas decisões. E mais importante aceite opiniões contrárias e se necessário até reconsidere o que já estava decidido. Muitas pessoas têm dificuldade em aceitar opiniões contrárias e perdem oportunidades.

Ao longo da carreira você aprende a identificar imediatamente alguém com dificuldade para modificar ou desistir de suas ideias. Então decidi dar por encerrada minha consultoria gratuita. Mesmo assim, reforcei a importância de ouvir a opinião de outras pessoas.

Dica nº 5

Projetos, serviços e produtos sempre podem ser aperfeiçoados. Então sempre é válida a constante interação com seu cliente ou audiência. Esse retorno deve ser incentivado e ser o início de um diálogo. O cliente não pode ficar sem um retorno. O que não comentei com o gestor do meu bairro é que parte dos clientes não manifesta suas reclamações para quem fornece o serviço ou produto. Mas faz questão de comentar com os familiares, amigos ou conhecidos. No caso analisado, comenta sobre a mangueira azul com a pessoa desconhecida que faz compras ao lado, mas não com o dono do negócio.

Essa história termina com a informação atualizada de que a mangueira continua iluminando a fachada de azul, apesar de já terem comentado que parece casa noturna e que não é cor de Natal. Aqui também já estamos prontos para o Natal, com as cores tradicionais.

Para comunicar você precisa perceber a realidade do seu público

Outros posts

04

jun
Inteligência Competitiva e de Mercado, Inteligência descomplicada, Tendências, Todos os temas

De olho nas tendências e oportunidades na cadeia de suprimentos

É preciso olhar além do óbvio quando se analisa o impacto das tendências de mercado na cadeia de suprimentos. Esse tipo de análise pode revelar oportunidades e riscos que de outra maneira passariam despercebidos

quais devem ser as ações da empresa na gestão de uma crise

25

abr
Audiência, Audiência, Comunicação, Comunicação organizacional, Consumidor, Gerenciamento de crise, Marketing

O que a Kellogg’s não fez para evitar a crise e o boicote nos EUA?

Atualmente a Kellogg’s é alvo de uma campanha de boicote dos seus produtos nos Estados Unidos. Tudo começou com uma entrevista do CEO que gerou muitas críticas. Sem uma resposta adequada da empresa, que ignorou as reações, a fala do CEO resultou em uma crise. Boa oportunidade para analisarmos quais deveriam ser as ações da Kellogg’s na gestão da crise.