Investir em planejamento sem informação não dá retorno

Quantas vezes você participou do processo de planejamento estratégico de uma empresa ou departamento e sentiu que faltava informação sobre o ambiente de mercado para tomar decisões importantes? Respondendo por mim, muitas vezes. Por que isso acontece com tanta frequência? Acredito que esteja relacionado aos métodos usados em planejamento, quase sempre focados em usar a experiência e vivência do time da empresa para desenvolvimento de soluções.

Tradicionalmente, o planejamento é resultado de grupos que se reúnem para desenhar canvas de modelo de negócio, definir missão, visão, valores, criar objetivos e metas, planos de ação, analisar itens em uma matriz SWOT. Há, obviamente, muita sabedoria nos recursos internos e eles são os mais indicados para planejar os rumos da empresa.

Mas, por outro lado, eles podem ter uma visão enviesada do ambiente competitivo em que a empresa está inserida. Numa análise SWOT, por exemplo, os participantes têm mais conhecimento para avaliar forças e fraquezas. Para análise de ameaças e oportunidades é preciso conhecer o ambiente competitivo e comparar capacidade, preço e posicionamento da empresa. Em resumo, as equipes conseguem olhar muito bem para as questões internas, mas talvez lhes falte informação sobre o ambiente externo.

Agregar Inteligência Competitiva e de Mercado (IC&M) a um processo de planejamento ajuda a fechar essa lacuna. Ao trazer informações confiáveis sobre o ambiente externo, a IC&M municia os times que participam dos workshops de planejamento com informações que vão dar mais precisão para a definição do futuro da empresa.

Alguns exemplos de que informações a Inteligência Competitiva e de Mercado pode trazer como suporte ao planejamento são:

Competidores – Posicionamento de mercado, capacidade de produção, preços, custos, avaliações de clientes, pontos fortes e fracos, avaliação de produtos, direcionamento estratégico, perfil de gestores, novas contratações, novos entrantes etc.

Ambiente regulatório – Mudanças no ambiente tributário que possam impactar a empresa, alterações de normas ou leis, tendências de mudanças futuras etc.

Clientes – Demografia, padrões de consumo, padrões de renda, concentração geográfica, tendências de consumo etc.

Mercados – Estudos de potencial de mercado em diferentes geografias, novos segmentos para atuação da empresa, tendências de mercado etc.

Tecnologia – Estado da arte da tecnologia, avanços tecnológicos, tendências de desenvolvimento, uso de ferramentas de produtividade etc.

Esse é apenas um menu resumido do que a Inteligência Competitiva e de Mercado pode trazer para o processo de planejamento. E a grande vantagem está em essas informações não dependerem da metodologia de planejamento usada pela empresa. Elas servem para qualquer método.

Usando IC&M, o planejamento fica mais preciso e confiável. O fato de as informações serem coletadas usando métodos próprios da disciplina faz com que os envolvidos no planejamento tenham mais confiança no resultado.

Entre em contato

Descubra como a IC&M pode ajudar no seu planejamento

Outros posts

Em quais mídias sociais as empresas estão investindo

13

jun
Audiência, Consumidor, Marketing, Tendências

Em quais mídias sociais as empresas estão investindo e esperam mais retorno

As pesquisas são ótimas fontes para acompanhar os movimentos de mercado. E o relatório Social Trends de 2024, da Hootsuite, nos oferece insights sobre o comportamento do mercado no uso das mídias sociais. Para isso vamos ver como está a adesão das empresas às mídias sociais e em quais os gestores têm mais confiança no retorno do investimento.

04

jun
Inteligência Competitiva e de Mercado, Inteligência descomplicada, Tendências, Todos os temas

De olho nas tendências e oportunidades na cadeia de suprimentos

É preciso olhar além do óbvio quando se analisa o impacto das tendências de mercado na cadeia de suprimentos. Esse tipo de análise pode revelar oportunidades e riscos que de outra maneira passariam despercebidos