Como uma marca antiga conquista o público jovem

Como uma marca antiga conquista o público jovem?

A recente popularidade do boné da Ralph Lauren é um case interessante para pensarmos sobre a necessidade de atualização das marcas para atender diferentes gerações.

A recente popularidade do boné da Ralph Lauren é um case interessante para pensarmos sobre a necessidade de atualização das marcas para atender diferentes gerações.

Mesmo marcas sólidas como a Raulph Lauren, criada em 1967, tem que se reinventar para se manter no mercado. Muitas vezes, a antiguidade da marca pode influenciar negativamente gerações mais novas, que relacionam a tradição de um produto a um público mais velho.

Apesar de os baby boomers e a geração X ainda terem impacto financeiro no mercado, as outras gerações são a grande força de trabalho e englobam importante fatia no consumo. Outro ponto a avaliar é que as novas gerações têm grande influência sobre outras na divulgação de produtos e marcas na internet, além de serem early adopters.

No caso da Raulph Lauren, a presença da marca nas mídias sociais está voltada para o público mais jovem. E o sucesso do boné mostra que pode estar no caminho certo. Por ser uma peça mais ligada ao público jovem e de menor valor é um produto que facilita o começo do relacionamento com a marca.

E o fato de estar sendo usado por personalidades que são copiadas mundo afora gera um burburinho nas mídias sociais. Essa presença, mesmo não levando à compra imediata, colabora para dar visibilidade e fortalecer a marca.

The Harris Poll publicou um bom artigo sobre a popularidade do boné e outras ações da marca para se aproximar das gerações mais novas. Se você se interessou pelo assunto, vale clicar no link.

Como a necessidade de ser relevante vai mudar o marketing e o jornalismo?

Outros posts

Em 2024 os consumidores dedicarão seu tempo ao que for relevante para suas vidas

26

fev
Audiência, Comunicação, Jornalismo, Marketing

Como a necessidade de ser relevante vai mudar o marketing e o jornalismo?

Se for para resumir em uma palavra a tendência para o marketing e a comunicação neste ano eu escolheria “relevância”. Em 2024 ser relevante será um ponto chave para o marketing, a comunicação e o jornalismo. A questão é como alcançar essa almejada relevância.